Aqui vou fazer um parêntesis para escrever o que foi dito neste fim-de-semana por algumas pessoas que não só a Ana Maria... No entanto, ela continua a ganhar ^^

 

 

Mesmo que não soubesse, sabia na mesma. (Daniela)

 

O Bruno Duarte vai-nos buscar às 8 para as 5h! (Ana Maria - ela queria dizer às 5 para as 8h!)

 

Vou ligar a lareira (Fátima)

 

Baseia-se na base de livros (Ivan)

 

Estou a pensar mentalmente (Ana Maria)

 

A cada dia que passa, estou a ficar regredida (Ana Maria)

 

A luz aquecia-se com electricidade (Ana Maria)

 

Na semana telefonada eu telefonei para ele (Ivan)

 

Ela tem os rabos debaixo do meu pé (Ana Maria - queria dizer "os pés debaixo do meu rabo)

 

Quando eu tirar o cabelo vais ver como ficou o penteado (Tó)

 

Bruno Dias: Como se mete um elefante dentro do frigorífico?

Ana Maria: Abres a porta, metes o elefante e fechas a porta.

Bruno Dias: E como metes uma girafa no frigorífico?

Ana Maria: Abres a porta, metes a girafa e fechas a porta.

(momento pensativo)

Ana Maria: Ah, mas antes pedes ao elefante para se chegar um bocadinho pra lá!

 

Estava eu toda espumada (Ana Maria)

 

Eu tomo banho na minha caminha (Sandra)

 

De certeza que está aí por baixo assim de lado (Fátima)

 

São esses papeles (Inês Maria)

 

O preso está na prisão (Ana Maria)

 

É preciso estômago (Tó)

 

Revelou-se super inficiente (Ana Maria)

 

Uma avalanche de estupidez (Bruno Duarte - isto não é barda, mas teve muita piada!)

 

Inês Maria: Escreveste isso?

Dani: Não, isso não é uma barba (queria dizer barda)

 

Porque é que se mete água quente para cozer o esparguete? (Ana Maria)

 

Daqui a pouco o esparguete fica pronto e a massa não (Bruno Duarte)

 

Inês Maria: O que foi, apagaste o fogão?

Bruno Duarte: Sim, mas nãoi há greve! (ele queria dizer crise)

 

Vou só desligar o som do fogão (Bruno Duarte - queria dizer gás)

 

Bruno Duarte: O que vês quando comes craks (caranguejos da terra em S. Tomé)?

Ana Maria: Caranguejos

(muntos risos)

Ana Maria: Ah, e estrelas porque são muito picantes!

 

Em todos os lugares, lados e sítios (Ana Maria)

 

Dani: Em todo o mundo

Inês Maria: E nos outros países?

 

Foi feito de casca de tartaruga (Ana Maria)

 

Inês Martins: Música sem som

Tó: Sim, ou isso

Fátima: Isso é para mudos

 

(Uma porta da carrinha está aberta)

Fátima: Deve ser uma porta de fora!

 

publicado por Daniela Barreira às 21:15